sábado, 30 de janeiro de 2010

 

"(...) a solidão não é viver só, a solidão é não sermos capazes de fazer
companhia a alguém ou a alguma coisa que está dentro de nós, a solidão
não é uma árvore no meio duma planície onde só ela esteja, é a
distância entre a seiva profunda e a casca, entre a folha e a raiz (...)
deixemos a árvore, olhe para dentro de si e veja a solidão, como disse
o outro, solitário andar entre a gente, Pior do que isso, solitário
estar onde nem nós próprios estamos."
saramago
 

  

 
 

"Acontece que eu ainda sou babaca, pateta e ridícula o suficiente para estar procurando O Verdadeiro Amor." .CaiO F.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

 

Tenho vocação para o abismo
para o abraço
Tenho fixação por detalhes
por olhares
por silêncios

Sou irremediavelmente insatisfeito


[Herculano Neto]
 


"Deus salve as belezas corajosas"
 


O Silêncio
pode ser um condutor
ainda mais potente de
presença.
PERCEBA OS ESPAÇOS.

Ouvir os silêncios,
onde quer que você esteja
é um caminho fácil e direto
de tornar-se presente.
 

posso respirar você
posso te enxergar no escuro
 


(e se a gente soubesse
que foi a última oportunidade de estar?)
 

"Era uma vez o País das Fadas. Ninguém sabia direito onde ficava,
e muita gente (a maioria) até duvidava que ficasse em algum lugar.
Mesmo quem não duvidava (e eram poucos) também não tinha a menor
idéia de como fazer para chegar lá. Mas, entre esses poucos, corria a certeza
que, se quisesse mesmo chegar lá, você dava um jeito e acabava chegando.
Só uma coisa era fundamental (e dificílima): acreditar."


[Caio Fernando Abreu]
 

'A esperança me chama
e eu salto a bordo como se fosse a primeira viagem.
Se não conheço os mapas, escolho o imprevisto:
qualquer sinal é um bom presságio.
Seja como for, eu vou, pois quase sempre acredito'

[Lya Luft]

Olhos são janelas. é por eles que enxergamos a beleza
que mora nas coisas mais simples.
um jardim florido para os seus olhos.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010


ALTAR PARTICULAR

Meu bem que hoje me pede pra apagar a luz
E pôs meu frágil coração na cruz
No teu penoso altar particular
Sei lá, a tua ausência me causou o caos
No breu de hoje eu sinto que
O tempo da cura tornou a tristeza normal
E então, tu tome tento com meu coração
Não deixe ele vir na solidão
Encabulado por voltar a sós
Depois, que o que é confuso te deixar sorrir
Tu me devolva o que tirou daqui
Que o meu peito se abre e desata os nós
Se enfim, você um dia resolver mudar
Tirar meu pobre coração do altar
Me devolver, como se deve ser
Ou então, dizer que dele resolveu cuidar
Tirar da cruz e o canonizar
Digo faço melhor do que lhe parecer
Teu cais deve ficar em algum lugar assim
Tão longe quanto eu possa ver de mim
Onde ancoraste teu veleiro em flor
Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio esperando a resposta ao que chamo de amor



Por seus doces pensamentos...

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010




'Há uma doce luz no silêncio'

[Cecília Meireles]


'... rir dos cárceres onde se prendeu e levou um tempo imenso pra descobrir que as chaves estavam com você o tempo todo'



[Ana Jácomo]

olhos com fome do que virá.

Hoje me encontro assim.
Mas por escolha própria... ás vezes faz bem estar apenas consigo,
me ajuda a colocar os pensamentos no lugar,
a formular ideias, a esclarecer dúvidas pessoais,
a me encontrar...

O silêncio prevalece e é tão...
tão reconfortante





Eu vou torcer
Pela Paz
Pela Alegria,
Pelo Amor,
Pelas coisas bonitas eu vou torcer
Eu vou...


[Da canção de Fernanda Abreu]


"...e de mãos dadas com o DEIXAR é que se vai além"

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010


Meditação VIPASSANA.
Dar um grande mergulho dentro de si mesmo.

A chave da meditação é observar a realidade sem interferir nela. Não sentindo apego pelo que parece prazeroso, nem aversão pelo que parece desagradável.
Apenas observando com equinimidada, sabendo que tudo é efêmero.



Equinimidade: Ânimo inalterável, sempre igual, tanto na adversidade como na prosperidade, espírito sereno, equilibrado.

Efêmero: Algo passageiro, transitório, volúvel.

"Quando tudo se rasga, quem costura sou eu. Dou conta. Se amanhã eu acordar e resolver amar pra caralho, eu amo. Ele, você, outro. Ponto. Que venha a mim todo o amor que houve nessa vida, o tempo inteiro. 'Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim'."


 

 

tudo o que gera culpa (passado)
ou medo (futuro)
não pertence a luz.

"nós que nos amávamos tanto
hoje estamos tão longe
sem rima, sem sono
nem lembro
de como eu te achava estranho."

(Martha Medeiros)


 


JARDIM DOS AFETOS

'Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa. Descobri, ou melhor, aceitei: eu nunca vou esquecer o amor da minha vida. Nunca. Mas agora, com sua licença. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama!'



[Fernanda Mello]


 

 

Bom dia do Senhor do Bom Fim! 
Vamos lavar as escadas da alma...